sábado, 31 de outubro de 2009

sono x vontade de dormir

Preciso dormir. Amanhã vou acordar às 7h. Não vou dormir nada. Mas não quero dormir. Estou parecendo criancinha lutando contra o sono, sabe? Por nada. Talvez porque de madrugada não tenha ninguém enchendo o saco! hehehe! Estou aqui me matando com um joguinho de bolinha há horas e ouvindo Beatles sem ninguém me atormentando. A vida podia ser assim, né?

Aproveitei o momento para pegar um selinho que a Maira do Bicho é tudo de bom deixou para mim:


"A regra é citar aquilo que considero legal, interessante ou divertido, coisas ou pessoas que me fazem bem e me deixam feliz."

Coisas:
- Sossego;
- Música legal que eu sei cantar junto;
- Brincar de balança;
- Dar risada de doer a barriga e babar [sim, eu babo quando rio muito];
- Batata.
Acho que tá bom.

Pessoas:
- Meu namorado;
- Shamil, um amigo relaxado que eu tenho;
- Meu pai, apesar de às vezes dar umas mancadas;
- Alguns amigos que eu fiz aqui pelo blog [vocês sabem quem são, tenho certeza];
- Meus gatos, obviamente.
Acho que tá bom também.


Agora a já famosa brincadeira do cartão vermelho que a Maira também deixou para mim. É o oposto:
"Cada um deve fazer uma listinha com 10 escolhidos para dar o cartão vermelho. Pode ser uma pessoa, uma atitude, enfim, tudo aquilo que, de alguma forma, nos incomoda - se quiser e precisar, dê uma justificativa breve. Após fazer isso, passe a bola para mais cinco blogueiros e vamos ver no que dá…"
  1. Gente falsa e dissimulada;
  2. Gente que acha que precisa ser radical para provar alguma coisa aos outros;
  3. Gente que não respeita a opinião alheia e fica tentando impor a sua;
  4. Gente que fica parada na porta do ônibus ou do trem e não vai descer;
  5. Gente que vai entrar no metrô e não espera as pessoas de dentro saírem. Isso vai contra as leis básicas da Física! Chega a ser burrice;
  6. Gente que bota filho no mundo e não cuida. Melhor prevenir, não?
  7. Gente que acha que deve escrever errado para não ser chamado de metido;
  8. Gente que acha lindo dizer que não gosta de ler;
  9. Gente que ouve música alto com o celular. Tenho vontade de bater nessa gente!
  10. Como não consigo pensar em mais nada, vai um cartão para o dono da gotinha que caiu no meu braço há anos atrás no trem.
Detalhe: Não está na ordem de merecimento. Acho que nem tem ordem.

Vou contar a história da gotinha. Aqui perto da minha casa passa o trem que vem de Francisco Morato. O bicho chega aqui extremamente lotado! Estava eu de manhã amassada no trem indo trabalhar e com o braço esticado na horizontal. Caiu uma gota no meu braço. Pensei: "Poxa, o trem está com goteira. Ué, mas não está chovendo!". Olhei para o teto e não tinha nada que pudesse ter pingado. Estranho. Então resolvi olhar para a gota e ir subindo o olhar para encontrar sua origem. Eis que me deparo com um sovaco gordo e cabeludo em uma camiseta regata... Que nojo que eu fiquei! Deu vontade de amputar o braço. Cheguei no trabalho e esfreguei tanto o braço, mas tanto... Ficou vermelho. Até hoje fico com nojo do meu braço quando me lembro disso.

Até hoje não falei do aniversário da Bruna! Puxa vida, o texto está prontinho há meses, só preciso da foto dela. Porra, preciso logo das pilhas.

Tânia e todo mundo, desculpem-me pelos palavrões constantes. Não é de propósito! Cresci acostumada a falar palavrão e de vez em quando escapam alguns escrevendo, principalmente se estou nervosa, triste, coisa assim.

Agora vou dormir.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

depressão x fraqueza

Que merda, porra! Acho que estou ficando deprimida. Vou seguir o conselho do meu namorado e vou procurar ajuda psicológica/psiquiátrica. Eu devo realmente estar precisando. Bosta. É horrível sentir que não dá para resolver sozinho seus próprios problemas. Será que é doença ou fraqueza? Que merda. Que merda! Sabe o que é pior de tudo? Ninguém se importa. Fora meu namorado, tadinho, ninguém se importa. E eu moro com pai, mãe e irmão. Quem liga? Quem mostra o mínimo de interesse? Quem continua quando eu puxo papo sobre esse assunto? Nenhum filho-da-puta. Meu irmão tudo bem, é um cretino e já deve fazer uns dois meses que a gente cortou relações definitivamente. Mas meus pais?? Por que tem que ser assim? Todo mundo diz por aí que os pais apoiam os filhos quando o resto do mundo dá pedrada. Por que eu nunca pude ter isso na vida? A mãe é a melhor amiga da filha. Quando isso aconteceu? Eu achava extremamente bizarro quando alguma amiga minha dizia que conversava com a mãe. Conversar com a mãe? Como assim? Que menina doida! É nada. Doida é a minha família. Pior que nem tenho dinheiro para sair de casa e nem imagino quando terei. Já contei que desisti do cursinho? Vou passar lá amanhã para assinar o documento da desistência. Então se eu tiver alguma esperança de ganhar dinheiro fazendo a faculdade, mais um ano a menos. Hehe, gostei dessa frase. Mais um ano a menos.

Acabei de fazer uma coisa errada: me abrir a vocês, mostrar fraquezas. Foda-se. A vida já tá uma merda mesmo, acho que nem tem mais coisa tão errada que eu possa fazer que piore algo.

Não reescrevi nada, então deve ter alguma confusa aí no texto. Tanto faz.

sábado, 24 de outubro de 2009

É óbvio, mas eu quero falar.

Eu sei que é um comentário inútil pois é uma coisa da qual ninguém gosta, mas preciso dizer que detesto me decepcionar com as pessoas. Principalmente porque dificilmente conheço pessoas, sou fechada, antissocial, tímida, o pacote completo, mas de vez em quando eu penso que encontrei uma amizade legal. Ou às vezes algumas. Aí eu me fodo. Será que vou aprender um dia? Eu achei que já tinha aprendido. Mas é como eu sempre digo: A VIDA É UM CONSTANTE APRENDIZADO. E só se aprende se fodendo. E eu me fodi de novo. Vou tentar fazer diferente. Vou tentar não tentar mais. Foda-se se assim eu evito conhecer gente legal. Foda-se. Sempre fiquei bem assim. Por que tentar mudar agora? Fico sem conhecer ninguém, fechada dentro do meu casco, mas pelo menos não me decepciono novamente. Prefiro assim. Se você, caro leitor, prefere o contrário, esteja pronto. Você também vai se foder.

[A quem interessar possa, perdi a coisa mais importante do ano para mim por causa de pessoas. No plural, ainda por cima.]

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Cortina de box X Gatos

Não sei por que temos uma cortina no banheiro, daquelas que servem para que o chão não fique todo molhado depois do banho, se eu tenho duas gatas tão malucas como a Ágata Pintadinha e a Rebeca. Sempre que eu vou tomar banho, a Pintadinha e a Sofia vão comigo. Ontem a Sofia estava brincando pelo quintal, então fui com a Pequena [que é a Pintadinha]. Logo a Rebeca também veio. Só que quando essas duas se juntam não tem jeito... Elas são muito doidinhas para brincar! Pulam muito uma na outra, correm atrás, se pegam, se mordem, se batem e não param nunca! Como a coisa estava ficando exagerada demais e eu tive medo de virar briga, além do fato de estarem derrubando tudo pelo banheiro, eu fiquei durante metade do banho espirrando água nelas. Adiantou tanto... Elas corriam cada uma para um lado, mas logo depois voltavam pra cima da outra. Resultado: molhei o banheiro todo e as duas só pararam na hora em que bem entenderam. Do nada resolvi dar uma espiada e estava cada uma deitadinha em um canto, como se nada tivesse acontecido, como se fosse ilusão da minha cabeça. Gatas doidas... Vão acabar me deixando doida também.

[Sempre que estou no banheiro vendo essas maluquices eu me lembro que ainda estou sem pilhas para a máquina fotográfica. Vocês precisam ver um videozinho ou pelo menos umas fotos delas brincando no banheiro, é muito bonitinho]

sábado, 17 de outubro de 2009

Faltou a foto, né?

Sobre o post abaixo, faltou a foto da gatinha linda:

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Dia feliz =]

Totalmente chupinhado do blog do Joaquim, da Trinity e da Denise [de novo]:


Fala a verdade - você achou que esta sexta-feira seria igual a todas as outras, não achou? Achou que ia trabalhar na velocidade da lesma lerda, empurrando pra segundona todo o serviço de hoje, só esperando a hora de sair do trampo, tô certo? Então, estamos aqui pra te dar uma ótima notícia: esta sexta-feira será o dia mais feliz da sua vida. Duvida?

Um amigo encontrou esta Gatinha de aproximadamente 3 meses sozinha na rua e a resgatou. Ela é linda! Branquinha, olhos azuis, fofa, esperta, brincalhona e carinhosa, um sonho de bichinho. Esse rapaz que a encontrou não pode ficar com ela, pois tem um cachorro no mínimo "temperamental", se é que vocês me entendem, hehe! Mas ele fez sua parte: tirou da rua uma criaturinha indefesa e está procurando uma família legal pra ela. É aí que eu falo que o dia de hoje será o mais feliz da sua vida: adota ela!!! Já pensou essa bolinha branca e peluda fazendo folia em sua casa, hein, hein? Já imaginou a felicidade? Então, ajude a filhotinha! Assista o videozinha dela no YouTube, veja que graça, pense no quanto sua vida vai mudar pra melhor! =]


Se interessou? Entre em contato através do blog do Joca ou mande e-mail pra claudioolivio@uol.com.br.

Não pode ficar com ela? Então divulgue entre seus amigos. Ajude a fazer a Gatinha feliz, ajude a gente a dormir tranquilo, sabendo que ela estará em segurança. O Joaquim agradece!

No YouTube:

http://www.youtube.com/watch?v=I7Mfz-A7BLY

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Feira de adoção Bicho no Parque

Peguei lá no blog do Joaquim, da Trinity e da Denise. Vão, se puderem:


O Bicho no Parque convida para sua TERCEIRA FEIRINHA DE ADOÇÃO DE GATOS do ano, que acontecerá NESTE PRÓXIMO SÁBADO.

Data: Sábado, 17 de Outubro de 2009

Horário: das 11:00 às 18:00h

Local: Pet Shop BICHO DA CANECA - Rua Frei Caneca, 703 - São Paulo/SP

Para adotar: ser maior de 18 anos, trazer CIC, RG e comprovante de residência e doar pelo menos 3 kg de ração premium para gatos - Royal, Proplan, etc. ou R$ 30,00. O adotante passará por entrevista e deverá assinar termo de responsabilidade sobre o animal adotado. Os animais do projeto são entregues castrados, vacinados e microchipados.

Esperamos você lá!

Um abraço da Equipe Bicho no Parque!

Projeto Bicho no Parque

www.bichonoparque.com.br

O Bicho no Parque também está no Orkut, faça parte!

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=1015106


Eu fui na anterior. Cheguei quase no final, sou meio lerda, mas gostei bastante. Gente simpática, gatos lindos e carentes, coisas lindas do Laço de Gata à venda e todas essas coisas. É bem provável que eu vá. Cega, surda e muda.

domingo, 11 de outubro de 2009

Não tem o que fazer? Ou não quer fazer o que tem?

Fiz uma descoberta importantíssima na minha vida! Descobri que aquelas chamadas coisas de quem não tem o que fazer servem também para pessoas que têm o que fazer, mas que não estão a fim. Fiquei o sábado inteiro em joguinhos online! Viciei nessa merda! Os que eu mais joguei foram "simulação" e "passatempo".

Ai que loucura, como dizia nossa querida e tão amada Narcisa Tamborindégui, ou seja lá como se escreva seu nome. Deve ter algum y aí pelo meio que eu não estou a fim de procurar. Mas voltando à vaca fria, dá para perder horas e horas com joguinhos inúteis. Fazia tempo que eu não passava um tempão assim tão inutilmente. De vez em quando é bom.


Para se ter uma ideia do quanto me viciei nessa bosta, geralmente eu durmo por volta das 20h30, tipo velhinha, e agora são mais de 2h da manhã. Tô até tonta. E tô com impressão de que me esqueci de jantar. Tô estragada! Vou comer alguma coisa rapidinho e vou dormir.

Amanhã [hoje, na verdade] vou buscar meu botton encomendado escrito "Eu [coração] Gauss"=]

sábado, 10 de outubro de 2009

Xixi

A gatinha não é minha, meu pai que me mostrou o vídeo. Como ele disse, ela só sentiu falta da areia =]

video

Seria bom se nossos gatos aprendessem a fazer isso, né?

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Dia sim

Eu não esperava por isso. Valeu mesmo pelos comentários de todas vocês =]

Agora estou indo. Hoje é o "dia sim" da Emma no veterinário. A propósito, ela está bem melhor. Ela está com um curativo gigante, mas já está pisando com ele no chão.

domingo, 4 de outubro de 2009

Minha casa é toda cercada por telas. Hoje estávamos falando sobre isso em casa e meu pai disse que perdeu a conta de quanto foi gasto para isso, mas que seguramente passou bastante dos mil reais. Estávamos conversando exatamente porque estamos vendo como aumentar a segurança para os gatos por aqui. Não temos muito dinheiro; meu pai, aposentado, é a única fonte de renda. Estou desempregada e estudando para conseguir um emprego melhor para, posteriormente, ganhar mais dinheiro. Eu tenho 12 gatos, todos tirados da rua, alguns com histórias horríveis. Vocês sabem como é isso. Além deles, tenho dois cães pegos da rua [um atropelado e um abandonado pelo dono] e um casal de jabutis, que foram dados para a gente porque a ex-dona não ia muito com a cara dos pobrezinhos e os deixavam numa caixa. Temos um gasto imenso com tudo isso, mesmo porque ninguém come ração vagabunda. Muitas vezes cortamos do nosso para dar a eles. Minha sogra nos dá parte da cesta básica que ela ganha do serviço todo mês, inclusive. Isso nos quebra um puta galho. Eu nem tenho um quarto, meu irmão e eu dormimos em sofás na sala. Com todo o dinheiro que gastamos com os gatos, certamente já teria dado para construir um quartinho aqui para a gente. Nossos gatos são castrados e cuidados numa clínica aqui perto de casa que não cobra barato, mas continuamos levando lá porque são as melhores veterinárias que encontramos. Meu pai já falou em trocar de clínica para gastarmos menos, mas não vamos fazer isso. Gastamos muito, mas nada substitui o carinho que elas têm com meus gatos, o serviço ótimo, e elas já conhecem todos, o que até facilita o atendimento. Não trocamos isso por uma clínica mais barata. Além disso, colaborei cerca de um ano com o Adote um Gatinho sendo madrinha de três gatos e comprando rifas, mas tive que parar justamente porque vou precisar do dinheiro para as novas reformas aqui em casa.

Preciso ter orgulho de já ter tirado dezenas de gatos da rua. Muitas ONGs não pegam um gatinho tirado da rua por uma pessoa "comum", sempre pedem para que essa pessoa cuide do gatinho e arranje um dono para ele. Sei lá, meu. Eu estou fazendo a minha parte. Meu dinheiro é escasso, e colocamos nossos gatos como prioridade. Não me considero uma pseudo-amante de gatos. Não conheço ninguém que já teve mais de vinte gatos em casa sem ajuda de nenhuma instituição. Eu não faço pouco. A Emma escalou o portão, cacete, e saiu por um espaço minúsculo entre as grades do portão e uns arames presos exatamente para não deixar nenhum gato sair. Não tenho culpa de ter pego a gata com tamanho de filhote, mas grávida de cinco gatinhos [que foram abortados] e por isso ela ter hoje dois anos e tamanho de oito meses!

Uma pessoa insensta até poderia dizer que seria melhor eu nem ter gatos, mas o que seria deles hoje? Que ONG recolheria essa quantidade de gatos que eu já cuidei até hoje? Tenho absoluta certeza de que eles estão melhor comigo.

Como disse o Cláudio, é bem mais fácil "segurar" gatos em apartamentos telados. É trabalhoso e dispendioso cercar uma casa, e gatos sempre tentam arranjar uma saída, se vocês bem os conhecem. É como um sistema de computador: planeja-se muito e ele é lançado no mercado. Com o uso e as reclamações dos usuários, o sistema é aprimorado para que cada vez mais se aproxime da perfeição. É o que está acontecendo na minha casa. Já fizemos várias emendas nas telas, vários aumentos, um monte de coisa, e chegou a hora de aumentar de novo. Não tinha como acertar da primeira vez! Não tínhamos como prever por onde eles escapariam da próxima vez, apesar de termos pensado muitíssimo antes de fazer isso.

Ainda estou me sentindo mal pelo ocorrido, lógico, e por isso disse que vocês poderiam me xingar. Porém não acho certo nem justo falarem que eu não amo meus gatos e que não cuido deles. Eu os amo mais do que tudo, e é muito fácil criticar minha situação sem conhecê-la, sem saber do esforço que minha família inteira faz.

Acredito que isso vai dar pano pra manga, mas não vou falar mais nada sobre esse assunto. Expus minha situação aqui [me expus até demais] e vocês pensem o que quiser, não quero me justificar mais para ninguém. Só acrescento, mais uma vez, que acho que meus gatos estão melhor comigo do que na rua ou com donos aleatórios.

PS: Não quis comover ninguém com isso que eu escrevi, só quis explicar como são as coisas por aqui.

sábado, 3 de outubro de 2009

Tudo bem por quê?

Fiquei a semana inteira ocupada tendo aulas. Cursinho de manhã e curso de enem até o fim do dia. Pra quê? Roubaram o enem! Pro inferno essa gente tosca. Puta história ridícula! Um imbecil roubou a prova e entregou para um jornalista... Como essa pessoa retardada achou que não descobririam? Sei lá, é cada uma que aparece que eu não duvido de mais nada.

Também não gostei nada do Rio de Janeiro ter sido escolhido como sede para a Olimpíada de 2016. Já não tinha gostado do Brasil ter sido escolhido sede da Copa.

E o pior de tudo é que a Emma está com um machucado na perninha. Podem me xingar. Ela escapa de vez em quando. Não posso jogar a culpa totalmente nas outras pessoas da minha casa. Eu sempre falo: prende o alambrado de tal jeito, faz tal coisa, faz não sei o quê, vamos pensar num jeito, mas no fim das coisas ninguém fez nada. Nem eu. Ela ficou uns três dias fora e voltou com um machucado horroroso, fratura exposta e o caralho a quatro. Tá sofrendo horrores fazendo curativo, dói demais.

Gente, por favor, NÃO DEIXEM SEUS GATOS SAIREM DE CASA EM HIPÓTESE ALGUMA! Só eu sei o quanto estou sofrendo pelo meu Monstrinho que não voltou mais e por mais umas coisas que eu nem quero falar.

Desculpem, não estou legal mesmo.